sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Design - Suzy Lelièvre


Questionar o comodismo do homem diante de objetos cotidianos. Eis o exercício que a designer francesa Suzy Lelièvre propõe com essa série de obras de arte, cada vez mais presente no cenário de exposições internacionais.
Mesas que parecem colidir, copos que se fundem com garrafas, garfos que se conectam ao prato de fetuccine – são vários os exemplos, em seu trabalho, que exploram as potencialidades de diferentes materiais e estabelecem novos limites para os utensílios domésticos.
cerveau éponge (cérebro-esponja, em português) é um exemplo do caráter provocativo do trabalho da designer, que mantém seu ateliê em Paris. Feito com um material – a esponja – associado a atividades mecânicas e rotineiras como lavar a louça, a obra de arte nos lembra o quanto o cérebro humano pode absorver informação.
A partir da manipulação dos utensílios domésticos, Suzy Lelièvre exibe sua frugalidade, além de dar vida a eles. 









Fonte: vogue.com