segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Yves Saint Laurent


Yves Henri Donat Mathieu-Saint Laurent ( Oran, 1 de Agosto de 1936 – Paris, 1 de Junho de 2008), foi um dos nomes da mais importantes da alta-costura do século XX.

Nascido na Argélia, que fazia parte do domínio francês, St. Laurent era filho do presidente de uma companhia de seguros e seu gosto pela moda lhe foi despertado pela mãe. Aos 17 anos, deixou a casa dos pais para trabalhar com o estilista Christian Dior, de quem herdou a direção criativa da maison após a morte de seu mentor em 1957, e com apenas 21 anos de idade, assumiu o desafio de salvar o negócio da ruína finaceira.

Entretanto, pouco depois de conseguir sucesso no objetivo, St. Laurent foi convocado para o exército francês, e após 20 dias de muito estresse de ser maltratado e ridicularizado pelos colegas soldados levaram-no a ser internado num hospital mental francês, onde foi submetido a tratamento psiquiátrico, devido a um esgotamento nervoso.

Nos anos 60 e 70, a marca se tornaria conhecida em todo o mundo por ser prática e sofisticada, e com auge de sua criatividade no lançamento do smoking feminino, que permitiria dali por diante às mulheres trabalharem de calças compridas. Em 1996, foi o primeiro a popularizar o Prêt-à-porter, a moda de bom gosto e bom corte, a preços mais acessíveis que a alta-costura, em sua boutique Rive Gauche, em Paris. Foi também o primeiro estilista do mundo a usar manequins negras em desfiles de moda.

Um dos símbolos máximos de sofisticação e bom gosto em moda pos quase quatro décadas, amigo de algumas das mais e famosas mulheres do mundo, todas sas clientes como Diane Von Furstenberg, Loulou de La Falaise e caterine Deneuve, St. Laurent, com a parceria de administrativa de Bergé, transformou a YSL num ícone da moda, que apresentou mais de setenta coleções de alta-costura e lançou uma infinidade de produtos que levam o nome da marca e são vendidos em toda parte do mundo.

Em janeiro de 2002, o estilista anunciou que estava deixando o mundo da moda durante a apresentação de um desfile seu, que trazia uma retrospectiva de todas suas criações, ao longo de seus quarenta anos de carreira.

St. Laurent morreu em Paris, diagnosticado com câncer cerebral, no dia 1 de junho de 2008.